Tradicionalidades do Canto da Dança e da Música – Momento 4

Voltar atrás

No âmbito do Ciclo Tradicionalidades do Canto da Dança e da Música, no passado dia 23 de maio, teve lugar o Momento 4 deste Ciclo que foi iniciado em 2012 e retomado este ano.
Este 4.º momento do Ciclo Tradicionalidades, decorreu na Associação Desportiva e Cultural Lapense, e o Grupo convidado foi o Gefac – Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra. O espetáculo apresentado por este Grupo foi “Amor Desgarrado” peça teatral recolhida do Teatro Popular Mirandês. Antes do espetáculo coube ao Eng.º Pedro Fonseca, dar as boas vindas e explicar que se passaram 30 anos desde a 1.ª vinda do Gefac à Lapa do Lobo, mais propriamente em 01/06/1985, nessa altura foi também uma peça de teatro que foi apresentada e a mesma decorreu também no Salão da ADCL. Esta efeméride foi devidamente assinalada, tendo sido convidados alguns elementos do Gefac da altura, bem como os elementos da Direção da ADCL da altura, e presente também esteve um dos sócios Fundadores do Gefac – Dr. Luís Pais Borges, que depois do uso da palavra quer pelo Pedro Fonseca, quer pelo Dr. Carlos Torres, em representação da Fundação Lapa do Lobo, entidade promotora do espetáculo, usou também da palavra, naquele que foi um momento de introdução da peça explicando a gênese do Grupo e o que é o Teatro Popular Mirandês. Seguidamente usou da palavra o representante da ADCL – Marco Costa que na ausência do Presidente da Direção, agradeceu a presença do Gefac, bem como à Fundação pela dinamização daquele espaço. Ao longo de cerca de uma hora, o público assistiu ao espetáculo que como é habito do Teatro Popular Mirandês, vai girando em torno da temática amorosa, de uma forma muito peculiar e critica até, tendo inumeros momentos de comédia, naquele que podemos classificar como um espetaculo teatral em que se brinca com alguns costumes.
Já no final do espetáculo que foi bastante apreciado e aplaudido, foi descerrada uma placa comemorativa da passagem do Grupo, 30 anos depois pela Lapa do Lobo. Coube ao Dr. Luís Pais Borges – Sócio Fundador do Gefac, descerrar a mesma, num momento vivido com bastante emoção, quer pelos antigos elementos do Grupo, quer pelos antigos elementos da Direção da ADCL.
A Fundação Lapa do Lobo, agradece uma vez mais ao grande mentor deste Ciclo Eng.º Pedro Fonseca, ao Gefac, ao Dr. Luís Pais Borges, aos antigos elementos do Gefac, aos antigos elementos da Direção da ADCL, que não quiseram deixar de estar presentes, e à atual Direção da ADCL pela colaboração na cedencia das instalações.

IMG_0004IMG_0015IMG_0020IMG_0052

Inauguração da Exposição “CONTRASTES”

Foi inaugurada na Galeria de Exposições da Fundação Lapa do Lobo, no dia 17 de maio a Exposição de fotografia “Contrastes” de Hugo Ferreira. o Autor, tem 36 anos e é natural de Mortágua. A paixão pela fotografia surgiu naturalmente à cerca de 2 anos, quando concorreu com algumas fotografias para o maior álbum fotográfico do mundo, a partir daí a paixão e o interesse pela fotografia foram crescendo, tendo culminado com esta coleção de 30 imagens. O título “Contrastes” escolhido para a exposição, resultou do facto do Autor,pretender mostrar através do seu olhar, a diversidade de património natural, arquitetónico e cultural da Região Centro e dos seus contrastes, e também porque o contraste de luz e cor são fundamentais na fotografia.
Os temas preferidos do Autor são a natureza, a arquitetura e o urbano.
Esta sessão inaugural contou com a presença da Dra. Mariana Torres – Curadora Cultural da Fundação Lapa do Lobo, que fez a abertura da Sessão e a apresentação do Autor. Depois o próprio dirigiu ao público presente algumas palavras de agradecimento e explicou o seu trabalho e esta exposição.
A mesma ficará patente até dia 28 de junho na Galeria da Fundação.

IV Encontro de Música de Câmara da Fundação Lapa do Lobo

Teve lugar no passado dia 16 de maio, o IV Encontro de Música de Câmara da
Fundação Lapa do Lobo. Este ano a novidade deste IV Encontro, foi o facto do mesmo se realizar no Centro Cultural de Carregal do Sal, que gentilmente foi cedido pela Câmara Municipal. Este magnifico espaço encheu-se por completo para aquele que foi sem dúvida um maravilhoso espetáculo apresentado pelas 4 Bandas presentes, a saber: Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias, Sociedade Musical 2 de fevereiro de Santar, Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato e Sociedade Musical de Santo António de Carvalhal Redondo.
Foram 4 peças apresentadas por cada uma das Bandas, peças estas magnificamente executadas e muito apreciadas pelo público. De uma forma muito bem organizada o espetáculo apresentado trouxe momentos de algum humor e interação com o público, por parte dos apresentadores do espetáculo, que aproveitaram os momentos de organização dos grupos em palco, para de uma forma muito descontraída darem voz ao público presente. Nos 4 momentos de cada uma das Bandas apoiadas pela Fundação Lapa do Lobo, vão se apresentando os grupos compostos pelos músicos de menor idade e que começam a dar os primeiros passos dentro das Bandas, até aos músicos mais experientes, alguns deles já premiados, fazendo deste espetáculo um salutar momento de partilha e de alguma competição até, bastante visível no apoio caloroso de cada uma das claques presentes no evento. Assim, e ao longo de cerca de 2 horas de espetáculo muitos foram os momentos deveras apreciados por todos os presentes. Este IV Encontro terminou com todos os grupos em palco naquele que foi o momento final conjunto, onde foi interpretada a peça: ” The Blues Factory” de Jacob de Hann. Seguidamente a grande surpresa final, já depois dos discursos de agradecimento, feitos quer pelo Dr. Carlos Torres, que estava visivelmente satisfeito com o espetáculo, e com a evolução e qualidade mostrada pelas Bandas presentes, fazendo a justa homenagem e agradecimentos a todos os Presidentes e Maestros estando estes também em palco, dirigindo-lhes uma palavra de especial apreço e agradecimento pelo trabalho desenvolvido, o Dr. Carlos Torres agradeceu ainda de uma forma muito particular ao Sr. Vitor Borges – Presidente da Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias, porque esta ideia partiu de facto desta Filarmónica à 4 anos atrás, e porque todo o apoio em palco foi prestado pelo Sr. Vitor Borges. De seguida, foi atribuindo o 1.º lugar execuo às 4 Bandas presentes e simbolicamente foram entregues os prémios. De seguida coube a palavra ao Sr. Presidente da Câmara de Carregal do Sal, que mais uma vez reforçou o trabalho que a Fundação Lapa do Lobo tem feito pela cultura desta região, enaltecendo o magnifico espetáculo apresentado, e renovando a disponibilidade da Câmara Municipal para cedência do Centro Cultural, sempre que tal seja necessário, comunicando ainda que foi decisão unanime daquela Autarquia, atribuir à Fundação Lapa do Lobo, a medalha de ouro do Concelho, que será oficialmente entregue no próximo dia 20 de julho – Feriado Municipal. Foi portanto uma noite de grandes emoções, que terminou com a interpretação da peça – “Tributo à Fundação Lapa do Lobo”, uma peça magnifica, que foi propositadamente elaborada pelo músico Luís Cardoso, e oferecida pela Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato, à Fundação Lapa do Lobo, por ocasião da Inauguração do Jardim Fundação Lapa do Lobo, em Abril de 2013. O espetáculo terminou com uma enorme ovação de todo o público que aplaudiu de pé, fechando assim da melhor forma este IV Encontro de Música de Câmara da Fundação Lapa do Lobo.

A Fundação Lapa do Lobo, agradece a cedência destas fotografias ao Sr. Lino Dias.