LUGARES / MITOLOGIAS – 07 de maio 2022
LAPA DO LOBO ALDEIA CULTURAL

No passado dia 21 de maio o Auditório Maria José Cunha, FLL recebeu “Bia Maria” nome artístico de Beatriz Pereira para um Café-Concerto bastante intimista.

Beatriz Pereira é a voz e mente deste projeto. Licenciada em Formação Musical e Direção Coral pela ESML, foi no decorrer da mesma que decidiu que estava na altura de o mundo ouvir a sua voz e as mil e uma ideias que correm por segundo na sua cabeça.

Mal me queres, bem te quero (2019) – É o nome da coletânea de canções que marcam a estreia da artista no mundo editorial.

Tradição (2020) – Bia Maria decide voltar às suas raízes, e à do povo, para não deixar cair estas no esquecimento. O EP conta com músicas populares interpretadas pela artista, que lhes dá o seu cunho pessoal envolvendo-as em frescura, ao mesmo tempo que se mantém fiel às canções.

Amarílis (2021) – É um single que nasce de uma colaboração com Francisco Sales, produtor do single e conceituado guitarrista da banda britânica Incognito. O projeto já passou por palcos como o NOS Alive, Festival Para Gente Sentada ou até do Festival Termómetro.

Tendo participado também em projetos como A Música Portuguesa a Gostar dela Própria ou Porta253 e editou a música Dissabor na coletânea Novos Talentos FNAC 2019. “do Roberto” 2022 é um EP ao piano.

É o retornar à origem, à simplicidade da artista e ao preciso momento em que surge a sua paixão pela escrita de canções, de mãos ao piano à procura de novas texturas. É um conjunto de 4 canções – Casa, Quarto, Roupeiro e Cobertor – que nos transportam para um espaço concreto e intimista, que nos conta uma breve história de amor.

Texto: FLL Fotos: Rui Pina