“QUEM QUER DANÇAR COM A JOANINHA?”

No passado dia 28 de julho de 2017 o pátio da Fundação Lapa do Lobo recebeu o 3º Encontro de Dança da FFL. Este ano com especiais contornos, pois contou apenas com o desempenho do Grupo de Dança da Fundação Lapa do Lobo, que apresentou o espetáculo dançante “Quem quer dançar com a Joaninha?”. Uma clara alusão e adaptação do conto infantil “Quem quer casar com a Carochinha?”.

Este espetáculo marcou o final de mais um ano letivo do Grupo de Dança da Fundação Lapa do Lobo, orientado pelo Professor de Dança, Luís Leitão, que se reúne uma vez por semana, durante duas horas.

Foi possível assistir à famosa história para a infância numa interpretação e performance extraordinária dos alunos, que, apenas através da dança, remeteram os espetadores para a fantasia e imaginação caraterísticas nas histórias para a infância, que atravessam diferentes gerações.

Ao longo da noite, os espetadores, que ultrapassou a centena, puderam assistir a várias coreografias ensaiadas de diferentes estilos de música, designadamente chá chá chá, rock, reggae, eletrónica, salsa, bachata, semba, kizomba, tango e, como não poderia deixar de ser, valsa. Com as diferentes coreografias, podia-se compreender toda a infeliz história da Carochinha, neste caso Joaninha, que, mesmo rica, teve dificuldade em encontrar alguém com quem casar (leia-se, dançar).

Para toda essa envolvência muito contribuiu a música ao vivo, da responsabilidade dos 2You, que, em especial para este espetáculo, contou com a colaboração de Rui Pina, mas conhecido por Sr. Rui, na guitarra elétrica. O grupo de dançarinos era constituído por doze elementos, sete raparigas e cinco rapazes.

Depois de fazer jus à história e de se celebrar o casamento da Joaninha com um dos dançarinos candidatos, houve ainda tempo para uma Oficina de Bachata, que contou com muitos elementos da assistência, que aceitaram o desafio de entrar em palco para aprender alguns passos.

A noite acabou em pleno convívio, com um Dão de Honra, cortesia das Casas do Lupo, oferecido pela Fundação Lapa do Lobo a todos os presentes.

O espetáculo tem condições para ser itinerante, podendo visitar outros lugares e instituições, bastando para isso haver disponibilidade e oportunidade por parte das possíveis entidades envolvidas.