(A)RISCAR NA SALA DE AULA

Nos dias 28 de outubro, 11 e 25 de novembro, decorreu “Expressão Dramática na Sala de Aula – caderno (a)riscar”, um Curso de Formação de Expressão Dramática para educadores e professores do 1º Ciclo do Ensino Básico, criado e orientado por Adriana Campos e programado pelo Projeto Alcateia – Serviço Educativo da Fundação Lapa do Lobo (FLL).
Foram 18 horas de trabalho intenso e inspirador em torno de práticas artísticas e educativas, partindo da questão: Qual o contributo da prática teatral para a formação integral das crianças, na sua relação com os outros, com o mundo e consigo próprias? Este curso de formação propôs um espaço de expressão pelo drama na sala de aula, descodificando o corpo como depositário de ideias e arquivo em permanente construção. Para além de momentos de experimentação e de reflexão sobre a expressão em contexto educativo, o curso contemplou a utilização e a criação do “caderno (a)riscar”, que deverá servir de suporte para educadores e professores implementarem esta prática no seu plano anual de atividades. Este caderno, propositadamente incompleto, pretende ser uma ferramenta e, em simultâneo, um objeto (re)construído ao longo do tempo.
Para além deste caderno em construção, o grupo de formandos teve oportunidade de explorar a ‘caixa com perguntas dentro’, guardar importantes referências bibliográficas, testar o ‘espaço vazio’, reformular conceitos e ideias, fazer teatro com fita de papel, procurar no corpo o lugar das coisas importantes, habitar os espaços da FLL e, sobretudo, arriscar.
A formadora Adriana Campos, que é uma colaboradora muito próxima do Serviço Educativo da FLL, é licenciada em Teatro e Educação, complementou a sua formação em Dança e Comunidade e reparte-se entre a criação e a pedagogia, nos mais variados contextos, desde a colaboração em serviços educativos e escolas, criação e/ou interpretação de espetáculos, dinamização de formação para professores, criação com e para a comunidade, coordenação de projetos em contexto de deficiência, entre outros.
Na continuidade da aposta que o Serviço Educativo da FLL tem vindo a fazer na formação para agentes educativos, esta proposta aprofundou ainda mais objetivos como: potenciar a prática teatral e a linguagem dramática como recursos educativos; sensibilizar para a importância da criatividade e da imaginação no desenvolvimento de competências; estimular espaços mais livres e democráticos para a relação de ensino-aprendizagem em sala de aula; contribuir para a criação de recursos didáticos interessantes e inovadores; promover a aprendizagem contínua… E arriscar ser e fazer diferente.