MARIA NATÁLIA MIRANDA

MARIA NATÁLIA MIRANDA

1925-2018

 

A Fundação Lapa do Lobo pretende, através destas singelas palavras, prestar homenagem a Marian Natália Miranda, falecida no passado dia 23 de maio, apresentando as condolências à família, amigos e admiradores.

 

Natural de Canas de Senhorim, Maria Natália Miranda licenciou-se em Filologia Românica e completou os cursos de Ciências Pedagógicas e do Magistério Primário.

 

Conta com mais de 60 obras em vários campos: poesia, Infantojuvenis e pedagógicos, que lhe valeram cerca de 400 prémios literários no país e estrangeiro.

É autora de poemas que ainda hoje se ouvem em Marchas Populares de Lisboa e no carnaval de Canas de Senhorim.

 

Num ato de genuína bondade, Maria Natália Miranda ofereceu à Biblioteca da Fundação Lapa do Lobo um exemplar de cada um dos seus livros, que compõem o Fundo Natália Miranda, disponível para consulta e empréstimo na nossa Biblioteca.

 

Nenhum texto fará jus à gratidão que sentimos pelo contributo educativo e herança cultural que Maria Natália Miranda nos deixa. Despedimo-nos da autora da forma que consideramos mais nobre: as suas próprias palavras.

 

“Terra

venho do teu regaço

de argilas sinuosas

do teu corpo suado

transfigurado em rosas.

(…)

Minha Terra de feno e granito

minha aguarela branca entre montados”

 

Maria Natália Miranda (2003)