CASA DO ESPELHO

A primeira semana de férias de Natal, na Fundação Lapa do Lobo, foi dedicada à oficina de teatro “Casa do Espelho ou ainda esta manhã sabia quem eu era”, programada pelo Projeto Alcateia – Serviço Educativo da FLL. Entre os dias 17 e 21 de dezembro, um grupo de 15 crianças e jovens com idades entre os 6 e os 14 anos dedicou-se à exploração do tema da identidade, sob a orientação da atriz, encenadora e formadora Adriana Campos. O desafio foi este: Sabiam que a Lapa do Lobo tem uma casa com um espelho especialmente criado para crianças que todas as manhãs sabem o que (não) são? Façam um exercício simples: olhem-se ao espelho, fechem os olhos, voltem a olhar bem para o outro lado do espelho e finjam que não sabem quem é essa pessoa do outro lado. Agora experimentem franzir o sobrolho… dizer adeus… e agora desapareçam devagarinho… Afinal, quem era a pessoa que lá estava? Inspirados no livro “Espelho”, de Suzy Lee, no clássico “Do outro lado do espelho”, de Lewis Carroll, no conceito de “imensa biblioteca do existir humano”, de José Saramago, e outras referências, os participantes tentaram descobrir a imagem que temos de nós próprios e a forma como a modulamos, inventamos ou fantasiamos. Com esta experiência, pretendeu-se criar um espaço de liberdade de expressão e de criação; promover o corpo, o movimento, o texto e a voz como recursos criativos; estimular competências criativas e expressivas; proporcionar a descoberta e a experimentação partilhadas; suscitar a reflexão e o debate em torno de temas pertinentes, como a identidade. Como acontece sempre nestas oficinas de férias, no final da última sessão de trabalho, os pais, amigos e familiares dos participantes foram convidados a assistir a uma breve apresentação pública, de modo a conhecerem o processo criativo que envolveu o grupo. Neste caso, foram também desafiados a experimentar alguns dos exercícios desenvolvidos, terminando com um baile de balões e histórias partilhadas entre famílias.