Tradicionalidades, do canto, da Dança e da Música – “Segue-me à Capela”
Cantares das Janeiras
Tradicionalidades, do canto, da Dança e da Música – “Segue-me à Capela”
Cantares das Janeiras

No passado sábado, dia 17 de janeiro, o Auditório Maria José Cunha da FLL abriu portas ao primeiro capítulo de uma história sobre escrita, que irá ser promovida pela Biblioteca da Fundação Lapa do Lobo ao longo do ano.
Desta vez, o assunto foi a escrita de canções e o convidado foi GIMBA, autor de música portuguesa e formador na área da escrita.
Gimba é conhecido do grande público por ter feito parte dos Afonsinhos do Condado, na década de 80, mas também por ser aquele que batizara os “Xutos e Pontapés”.
No início da década de 90, Gimba abraça uma carreira a solo e dedica-se à arte de escrever canções em português, dando workshops de escrita criativa de canções em todo o país.
Atualmente, está a braços com o seu novo projeto “Radio royale” – um projeto de música original em português que pretende relembrar os tempos áureos da rádio, das festas e dos bailes de antigamente.

Num serão dirigido por Rui Fonte, “Um capítulo sobre… música” proporcionou uma noite muito agradável, com muita música pelo meio interpretada pelo Gimba, para ilustrar os assuntos abordados na conversa.
Foi possível recordar o percurso da escrita da música em Portugal nas últimas décadas, através do trajeto pessoal de Gimba.
Houve tempo para o músico revelar alguns exercícios fundamentais para a escrita de canções e até realizar muitos desses exercícios com o próprio público.
Desses exercícios, resultou uma música original, cantada pela audiência e acompanhada pelo próprio GIMBA na guitarra, encerrando assim o capítulo.

O próximo capítulo, daqui a alguns meses, será sobre comédia e espera-se igual entusiasmo e interesse por parte do público, que provou ser fundamental para iniciativas deste género.