Projeto Alcateia

 

21, 22, 23, 24, 25, 28 e 29 JANEIRO, 4, 5, 6, 7 e 8 FEVEREIRO
VAMOS COMPRAR UM POETA
Espetáculo de Teatro
Numa biblioteca desabitada há 2548 dias, com móveis cobertos de plástico e uma tabuleta esquecida em que se lê crescimento e prosperidade, uma rapariga descreve-nos a experiência exótica de adquirir um poeta, convicta de que essa aquisição reduz o stress da sua família e os torna – ao pai, à mãe e ao irmão – cidadãos mais produtivos, concentrados e eficazes. O que ela não espera é que o poeta lhe dê a mão, a faça descobrir essas coisas inutilistas a que chamam me(n)táforas e a repensar a sua pirâmide das necessidades…
Um espetáculo-manifesto que voa das páginas em que foi escrito para tornar a vida menos desfocada!
ENCENAÇÃO E INTERPRETAÇÃO Adriana Campos TEXTO Afonso Cruz APOIO À CONCEÇÃO DE FIGURINOS E ADEREÇOS Mariana Nunes Costureira e Fátima Martins CONFEÇÃO DE ADEREÇOS SalaT – Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra LOJA DE VENDER POETAS Projecto Estúdio – Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra FOTOGRAFIA Carlos Gomes DOIS GRAFISMO Nelson Gomes DOIS OFICINAS-PILOTO Turma 9o A – Colégio São Teotónio FINANCIAMENTO Fundação GDA PÚBLICO-ALVO Alunos 3o CEB HORÁRIO 10h30 e 14h30 DURAÇÃO 45 minutos LOTAÇÃO 50 pessoas LOCAL Bibliotecas Escolares 

 

11, 12, 13, 14, 15 e 16 FEVEREIRO
EU GOSTO MUITO DO SENHOR SATIE
Concerto Comentado
O Senhor Satie gostava muito de andar. Bom, talvez não gostasse assim tanto, mas não tinha alternativa: como não lhe sobrava dinheiro, fazia diariamente longas caminhadas, pois não podia pagar o comboio que ligava a sua casa ao centro da cidade de Paris, onde passou grande parte da sua vida. Para além de compositor de música – o piano foi o seu instrumento de eleição -, o Senhor Satie gostava de guarda-chuvas, de desenhar e de marisco. Era uma pessoa solitária, mas com muito humor. Quem quer conhecê-lo um pouco melhor?
PIANO E HISTÓRIAS Joana Gama DESENHOS Paula Cardoso PÚBLICO-ALVO Alunos 1o CEB e Famílias HORÁRIO 10h30 e 14h30 (escolas) / 11h00 (famílias) DURAÇÃO 40 minutos LOTAÇÃO 80 pessoas LOCAL Auditório Maria José Cunha, FLL

 

16 FEVEREIRO
I LOVE SATIE
Recital de Piano
Por ocasião do lançamento do disco SATIE.150 – uma edição apoiada pela GDA, com o selo da Pianola Editores -, o culminar das celebrações que decorreram em 2016 do 150o aniversário de nascimento do compositor francês Erik Satie (1866-1925), a pianista Joa- na Gama traz a público um novo recital que segue a mesma ideia do recital de 2016: intercalar a obra multifacetada de Satie com a de compositores que o seguiram na ex- ploração do som sem constrangimentos estéticos ou formais. Neste recital, as obras de Erik Satie – que convocam ambientes solenes, melancólicos e até dançantes – convivem com as de Marco Franco, Federico Mompou, Morton Feldman, John Cage e Vítor Rua, num delicado jogo de afinidades.
PIANO Joana Gama PÚBLICO-ALVO Público Geral (+6 anos) HORÁRIO 21h30 DURAÇÃO 60 minutos LOCAL Auditório Maria José Cunha, FLL

 

11, 12, 13, 14 e 15 MARÇO
OFICINA DO SILÊNCIO – O MAR PROFUNDO, OS RIOS E AS NASCENTES
Oficina sobre Silêncio, Respiração-Identidade, Biodiversidade, Ciência e Poesia Aquática
A partir dos livros Tratado do Silêncio, de Marina Palácio; Criaturas dos Abismos, de Claire Nouvian; Sidarta, de Herman Hess; Silka, de Ilse Losa e outros livros.
Uma oficina de “poesia-ciência aquática”, tanto no desenho como nas palavras, para conhecer o outro sentido das nascentes, dos rios e a beleza do mar profundo, através da observação singular da biodiversidade do elemento água. Onde habita o nosso silêncio? Será que conhecemos a fauna e a flora marítima que nos rodeia? Como serão os belos e estranhos habitantes bioluminescentes do mar profundo? O que é a respiração? A partir de alguns livros, vamos experimentar o silêncio e a poesia que habita dentro de nós e no mar profundo, a mais de 1000 metros de profundidade.
CRIAÇÃO E ORIENTAÇÃO Marina Palácio PÚBLICO-ALVO Alunos 5o Ano e Famílias HORÁRIO 9h30, 10h30, 11h30 e 14h30 (escolas) / 11h00 (famílias) DURAÇÃO 90 minutos LOTAÇÃO 1 turma / 10 pais + 10 filhos LOCAL Escolas e Auditório Maria José Cunha, FLL

  

15 e 16 MARÇO
DESPENTEAR O SENTIR
Ação de Formação de Mediação Leitora e Educação Artística na Educação pelo Livro, Arte e Natureza

O Livro é um organismo vivo e devemos habitá-lo, senti-lo e pensar nele como um todo. Promover a multissensorialidade através da exploração de materiais menos convencio- nais é o caminho para a estimulação da imaginação e da criatividade. É um percurso construído em movimento, a sentir, a imaginar e a refletir, estimulando o pensamento divergente. Ler o Mundo de forma integrada com o corpo inteiro, interpretando com sentido crítico e promovendo ideias inovadoras. Porque ser criativo é uma ferramenta para a prática educativa, mas também para a vida.
FORMADORA Marina Palácio PÚBLICO-ALVO Agentes Educativos e outros interessados HORÁRIO 18h00-21h00 (dia 15)|14h00-18h00 (dia 16) LOTAÇÃO 20 participantes LOCAL Auditório Maria José Cunha, FLL

 

8, 9, 10, 11 e 12 ABRIL
CONSTRÓI O TEU MUNDO
Oficina de Construção Plástica e Teatro de Objetos
A partir do espetáculo “O Bairro”, de Gonçalo Fonseca
Tudo se compra feito, perfeito, sem defeito, mas quando se parte fica sem arte. E se eu quiser qualquer coisa que não existe ainda neste mundo? Só na minha cabeça, na minha imaginação… Qualquer coisa única que mais ninguém tenha. Arregaço as man- gas e construo o meu mundo, a partir de mundos partidos, cacos de coisas que já não são, peças e partes que um dia foram e que agora se escondem. “Constrói o teu mundo” é uma oficina de construção, a partir de restos de brinquedos, paus de gelado, pedras do chão e outros materiais que todos nós guardamos num canto do sótão, e é uma oficina de teatro, através da manipulação criativa dos objetos criados.
ORIENTAÇÃO Gonçalo Fonseca PÚBLICO-ALVO Crianças e Jovens 6 – 15 anos HORÁRIO 14h30-17h30 DURAÇÃO 15 horas LOTAÇÃO 16 participantes LOCAL Auditório Maria José Cunha, FLL APRESENTAÇÃO PÚBLICA FINAL 12 abril /21h30 (Integrada no espetáculo “O Bairro”, de Gonçalo Fonseca)

 

12 ABRIL
O BAIRRO
Espetáculo de Teatro de Objetos *
Lembro-me de quando era pequeno ir visitar o meu avô ao bairro. Olhava para aquele mar de casas de telhados de zinco e tentava contar todas aquelas antenas apontadas para o céu. Ia por caminhos de terra batida e, como se fosse um jogo, saltava as poças de lama no chão. No meio de todas aquelas casas, estava a casa do meu avô. Feita de madeiras, chapas de ferro, latas enferrujadas e tudo aquilo que, para muitos, era apenas lixo. Chegava à porta, feita com quatro tábuas, espreitava e via o meu avô lá dentro. Entrava. E entrava também dentro das histórias que ele me contava. O meu avô era um construtor. Este espetáculo é uma homenagem a quem me ensinou que há qualquer coisa de mágico em transformar o que já existe no nosso próprio mundo.
*Com a participação especial do grupo de jovens da Oficina “Constrói o teu Mundo”
CRIAÇÃO, INTERPRETAÇÃO E CENOGRAFIA Gonçalo Fonseca APOIO ARTÍSTICO Maria Gil AGRADECIMENTOS Rita Nicolau e Comédias do Minho PÚBLICO-ALVO Todos os Públicos HORÁRIO 21h30 DURAÇÃO 60 minutos LOCAL Auditório Maria José Cunha, FLL