Sair da Gaveta: encontro de autores
As árvores não têm pernas para andar

Está encerrada a “Loja [temporária] de vender Poetas”, depois de uma semana com um encontro informativo com professores, uma sessão especial para famílias (que contou com a presença do escritor Afonso Cruz) e 10 sessões para escolas, chegando a um total de 420 pessoas.

Foi entre os dias 23 e 30 de abril de 2021 que esta oficina-performance, da autoria da atriz, formadora e encenadora Adriana Campos, foi apresentada online à totalidade de alunos de 2º CEB dos Agrupamentos de Escolas de Canas de Senhorim, de Carregal do Sal e de Nelas. Apesar da distância física, foi possível criar, em todas as sessões, uma dinâmica de comunicação, participação e partilha muito interessante, estimulante e inspiradora.

Através de desafios poéticos, cada participante foi descobrindo o seu modo único de ser inutilista, observando à sua volta todas as coisas, não pelo seu valor utilitário, mas pela sua beleza. Destas experiências, resultaram letras, palavras, versos e breves poemas, registados no caderno poético pessoal de cada um e nas janelas mais próximas, pois, como escreveu um dos alunos: “uma janela é grande como o mundo”.

Inspirada no livro “Vamos comprar um poeta”, de Afonso Cruz, e no espetáculo com o mesmo nome (também da autoria de Adriana Campos), esta Loja procurou sensibilizar para a poesia e a literatura; desenvolver a autoconsciência, o autoconhecimento e o pensamento crítico; promover o pensamento criativo no processo de conhecimento e aprendizagem; e estimular competências expressivas, criativas e estéticas.